Mercado Internacional: Saiba por onde começar

Mercado Internacional

O mercado internacional vem aumentando muito as oportunidades nos últimos anos, e apesar de problemas fiscais e comerciais, investir na internacionalização da sua marca ainda possui muitas vantagens. E saber aproveitar essas oportunidades, pode ser o diferencial que você precisa para o seu negócio.

Expandir sua empresa para mercados internacionais pode ser uma ótima jogada, ainda mais pensado em níveis de faturamento, mas é preciso ter cautela e conhecer o mercado para onde está levando a sua empresa. Seja exportação ou internacionalização, tem inúmeros riscos envolvidos na hora de dar esses passos, porém tem muitas vantagens também. E bom, atualmente, não precisa ser nenhuma multinacional para ir para o exterior, depende dos seus produtos, qual país, como é o mercado lá, concorrentes, tarifas, e isso é o mais importante para você conseguir ter sucesso nesse empreendimento.

Você conhece o seu produto/serviço? Acredita no potencial dele? Já pensou se outros países pudessem também experimentá-lo?

Sendo assim, você deve começar a pensar no que você precisa para levar seu negócio para fora do país, mas quais são as vantagens? Bom depende para qual país você está interessado, mas vamos listar algumas:

  • Aumento de faturamento
  • Diversificação de Riscos
  • Projeção da marca internacionalmente

 Com isso, vamos passar algumas dicas que podem ajudar os empreendedores que querem alçar voos internacionais:

Crie um planejamento

Ah, mas isso é óbvio, todo mundo sabe que deve haver um planejamento. Mas um planejamento para entrar no mercado internacional é diferente de um planejamento estratégico interno da sua empresa. Ele deve ser feito com antecedência, precisa de planos de ação, definição de pessoas envolvidas, e muitas pesquisas.

Mas ele deve estar condizente com a realidade da sua empresa, com o quanto se deseja investir e funcionários que possam atuar nesse plano de expansão.

Prospecção de Mercados e Público-Alvo

É muito importante saber em qual mercado/país seu produto possui melhor desempenho, e se tem um público disposto a comprar esse produto. Se tem empreendedores nacionais naquele Estado com o mesmo produto, talvez mais competitivo. A partir do momento que você tem em mãos essas opções se deve trabalhar em cada uma delas.

Esse estudo do mercado deve ser feito de modo que você consiga entender quais são os seus maiores desafios, o que faz diferença para aquele público, talvez realizar um pesquisa pela internet pode ser interessante, ou alguma órgão no país pode te dar essa informação. O preço mais baixo é o que faz a diferença? É o ambiente (caso queira se abrir uma loja/ambiente para o seu serviço)? É a qualidade do produto? Pode ser tudo isso, ou nenhum deles. 

A verdade é que cada produto/serviço se comporta de uma forma diferente em cada lugar/mercado. Por exemplo, no Brasil temos o açaí, é um produto tipicamente brasileiro, original da região norte, mas que hoje é encontrado em todo país. Na região norte, tomam o Açaí muitas vezes puro e junto com outras comidas, em um almoço. Na região sudeste, tomam batido com frutas e outras coisas, e bem gelado, como um sorvete. Se eu estou pensando em exportar esse produto, de que forma eu quero apresenta-lo a esse novo mercado? Essas perguntas devem ser respondidas nessa etapa.

Estamos sempre divulgando os mercados em alta, leia sobre: O Mercado dos Estados Unidos para Empresas.

Aumente seu Faturamento

Faça um disgnóstico inicial grátis e veja como sua empresa pode alcançar mercados internacionais.

SOLICITE

Análise de Cenários

Tudo bem, já tenho uma lista de países que pode ser interessante eu levar o meu produto/serviço, eu vou conseguir ir para todos eles? Será que todos são realmente interessantes investir?

Bom, analisar a conjuntura é uma etapa importante para decidir em qual país se inserir. A ideia é entender os cenários envolvidos no país, se ele apoia empreendedores estrangeiros, se tem algum programa para isso. Qual o cenário político atual? E econômico? Um país a beira de uma recessão pode não ser o ideal para levar o seu produto ou serviço, por exemplo. Um planejamento estratégico nessa etapa é importante, já que você estará trabalhando com múltiplos cenários que podem afetar sua empresa, e saber como reagir a mudanças é o que faz toda a diferença em um empreendimento de sucesso. 

E, além disso, os governos atualmente estão mudando muito suas políticas comerciais, então não é só porque historicamente um país haja de uma forma, que vá continuar sendo assim por muito tempo. Saber se já houve mudanças anteriores, se o país sofreu golpe, se está acontecendo algum tipo de guerra interna, se tem alta taxas de roubo de carga, e outros tipos de conflitos, devem fazer parte dessa análise de mercados internacionais.

Pesquisa Setorial e de Concorrência

Um dos aspectos mais importante na hora de analisar um produtos ou serviço, é a sua concorrência. Você pode entender o mercado, seu público-alvo, os cenários dos países em potencial, mas se tiver uma alta concorrência no setor, pode não ser tão válido. Mas como assim? Se o país em questão, já tiver marcar nacionais (ou até outras de fora), que já estão competindo no setor, suas as chances de consolidação podem ser mais complicadas. 

Mas, digamos, que sua marca tenha um diferencial importante naquele setor, é a única marca que possui esse diferencial? Com base nas etapas anteriores, faz diferença para o seu público-alvo?

E o setor naquele país, está crescendo, está estabelecido, está em baixa? Bom, o conhecimento detalhado do setor é muito importante, pois entenderá a demanda e consolidação de outras marcas no mercado, e com quem se irá competir. E qual o foco dessas marcas? Como divulgam? O que você pode fazer para superá-las? Isso tudo irá ajudar a estabelecer uma estratégia, e precisam ser entendidas. Saber também, se são grandes ou pequenas empresas, se são nacionais ou internacionais, quanto tempo estão no mercado. Se tiver algum órgão para o seu setor naquele país, pode ajudar a conseguir informações.

Identificar barreiras tarifárias

É importante sempre fazer a verificação de barreiras econômicas, tarifárias e não tarifárias, que são colocadas pelos países, que acabam aumentando taxas de exportação. A imposição dessas taxas pode ter muitos objetivos, como proteger o mercado nacional, acordos comerciais, e até algum problema ambiental ou governamental, que os Estados possam estar envolvidos. Apesar de serem impeditivos ao livre-comércio, aplicar essas barreiras, ou sanções, a produtos de determinado país, é direito do Estado. 

Então se você não quer ter problemas com essas barreiras, ou pagar valores mais altos, é preciso idêntica-los com antecedência. O que é preciso ser analisado:

  • Se a exportação é viável, de acordo com taxas e barreiras para aquele determinado país. Para evitar que sua carga seja bloqueada ou perdida, ou que não valha a pena financeiramente.
  •  Se determinadas barreiras são passíveis de serem negociadas, dependendo do setor aonde seu produto se encontra. E se você consegue lidar com essas taxas mais altas, sem gerar prejuízo ou perda de competitividade do produto. 

Como irá entrar no mercado

No seu planejamento, todas as etapas anteriores foram concluídas. Já entendeu tudo que precisava, e tem um ou mais países que deseja levar seu produto ou serviço, agora é hora de analisar como isso será feito. Se estamos falando de um produto que você deseja vender, a exportação é a mais indicada. Isso implicará em uma pesquisa de distribuidores, entender quais são os lugares que venderão, se são mercados, lojas, shoppings, e essa também é uma etapa a mais que se deve realizar.

Mas se for um prestador de serviços, ou tenha um produto, mas queira abrir um comércio para vendê-lo, a exportação apenas, não é o indicado. Nesse momento, se deve fazer uma análise focada em entender como se abre um comércio nesse país, qual forma possui mais vantagem. Existe muitas possibilidades, como: fazer uma parceria com uma marca local, abrir franquias, ou a própria loja, entre outras. 

A entrada em mercados internacionais exige uma pesquisa aprofundada, e que vai valer muito a pena, caso seja realizado de maneira clara, correta, e com segurança. Colocar uma pessoa responsável pela expansão da sua marca é muito importante, e estar em contato com consultorias especializadas para entender o funcionamento dos países, suas burocracias, mercado, governo, etc. é de igual relevância.

A Argos pode te ajudar em todas essas etapas, realizando um serviço seguro, de qualidade, e de nossas especialidade, e ainda com todas as vantagens de uma empresa júnior, entra em contato conosco.

Quem escreveu:

Beatriz Santiago

Consultora de Marketing

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?