O que é uma Empresa Júnior e por que contratá-la?

O que é uma Empresa Júnior

Contratar uma Empresa Júnior é extremamente benéfico, seja o contratante uma pessoa jurídica ou física, uma vez que as vantagens dessa parceria são inúmeras. No Brasil, existem mais de 1000 EJs, contando com mais de 20000 jovens empresários, números esses que crescem cada vez mais.

Se você está querendo contratar uma dessas empresas ou até mesmo apenas se aprofundar no assunto, não perca tempo e confira este artigo que preparamos para você!

O que caracteriza uma Empresa Júnior?

Mulheres conversando de forma descontraída no trabalho
Mulheres conversando de forma descontraída no trabalho

As Empresas Juniores surgiram em 1967, em Paris, a partir da necessidade que os estudantes da École Supérieure des Sciences Economiques et Commerciales (ESSEC) sentiram de vivenciar experiências empresariais do mercado de trabalho antes de concluírem seus cursos. A partir disso, uma série de estudantes de outras instituições na Europa passaram a adotar a mesma ideia em seus cursos. Portanto, aos poucos essas organizações foram se popularizando pelo mundo e, em 1987, foi fundada a primeira EJ brasileira. 

Uma curiosidade interessante é que, no presente momento, essas EJs têm crescido tanto no Brasil, que o país já é o líder mundial em números de Empresa Juniores. Além disso, o país já ultrapassou inclusive o berço do movimento: a Europa. Logo, é visível que as Empresas Juniores estão ganhando cada vez mais espaço e são, inclusive, regulamentadas pela legislação brasileira (lei 13.267/2016). 

Essa legislação considera como Empresa Júnior a associação civil composta por estudantes de graduação de determinado curso com o objetivo de realizar projetos e serviços, que possam contribuir para a capacitação desses membros para o mercado de trabalho, através do desenvolvimento acadêmico e profissional deles. 

Vale lembrar que essas organizações são formadas, também, por parte dos professores de graduação do curso da empresa, os quais auxiliam os estudantes a desenvolverem os projetos. Uma característica interessante dessas companhias é o fato delas não possuírem fins lucrativos. Por isso, todo o capital que entra na empresa é utilizado exclusivamente para a sustentação da mesma e para a capacitação dos funcionários.

O Movimento Empresa Júnior

É de suma importância, assim como ocorre em quase todas as instituições, que as EJs estejam ligadas a algum tipo de movimento para compartilhar suas vivências, dificuldades e dicas. Nesse sentido, existe o MEJ (Movimento Empresa Júnior), que conecta a maioria dessas organizações estudantis entre si e oferece diversos tipos de auxílio para esses empreendedores.

A missão desse movimento é formar, por meio da vivência empresarial, empreendedores comprometidos e capazes de transformar o Brasil. Sendo assim, o maior objetivo é formar líderes que executam projetos de impacto social. 

Para atingir esses objetivos, o MEJ estabelece metas para as Empresas Juniores tentarem executar, dá apoio para atingirem essas metas, realiza eventos de interação e busca oferecer capacitações aos jovens empreendedores. Tudo isso colabora para o desenvolvimento de importantes habilidades profissionais e para o crescimento de tais instituições.

Semelhanças e diferenças entre uma EJ e uma empresa sênior

Semelhanças e diferenças de uma empresa júnior e uma empresa sênior

Como um dos principais objetivos de uma Empresa Júnior é preparar seus membros para o mercado de trabalho, elas acabam se assemelhando, em diversos aspectos, com as empresas sênior. Dentre essas semelhanças, pode-se citar os cargos, já que, nos dois empreendimentos, há uma divisão parecida, com setores de RH, Projetos, Marketing, entre outros. Além dessa similaridade, podemos destacar, também, o fato de que ambas instituições devem possuir grande senso de responsabilidade, uma vez que lidam diretamente com clientes e também com obrigações contratuais e jurídicas. 

Mais uma característica interessante que as EJ possuem e que é parecida com a de uma empresa sênior, é o processo seletivo, preparando os estudantes de graduação para futuras aplicações em vagas de emprego. Por outro lado, se externamente essas companhias se parecem, internamente há grandes diferenças. Em primeiro lugar, em uma EJ, os membros não recebem remuneração financeira como em uma empresa sênior. No entanto, há muito ganho de experiência e aprendizado, sobretudo por meio de capacitações. 

Outra assimetria entre elas se encontra em suas finalidades. Enquanto o objetivo principal da empresa sênior é a lucratividade, o da Empresa Júnior é gerar impacto social, tanto aos seus clientes, quanto aos seus funcionários. 

Por último, mas não menos importante, pode-se destacar o valor que é cobrado pelos serviços de cada uma dessas empresas. Nas EJs eles são mais baixos, ao mesmo tempo em que desempenham as mesmas funções e qualidades. Sendo assim, o custo benefício de se contratar uma empresa júnior é inegável

Vantagens de contratar uma Empresa Júnior

Se você está a procura de um serviço e está pensando em contratar uma Empresa Júnior, porém ainda não está convencido de o fazer, listamos, abaixo, as vantagens de fechar um contrato com essas instituições para acabar de vez com suas dúvidas.

1. Valor abaixo do mercado

Como já dito anteriormente, os serviços prestados pelas EJs possuem um valor abaixo do encontrado no mercado de empresas seniores, sendo esta, de fato, uma das características mais atrativas nessas instituições universitárias. Nesse sentido, uma Empresa Júnior pode cobrar até 75% menos do que uma empresa sênior, uma vez que a primeira não possui intenção de lucrar. Portanto, se configura uma relação de troca: o contratante sai satisfeito com o custo-benefício dos serviços, enquanto os estudantes aprendem cada vez mais e dão o seu melhor para entregar os projetos com eficiência e qualidade.

2. Altíssima qualidade

Apesar do investimento abaixo do normal, a excelência dos serviços prestados por uma EJ se mantém: a qualidade do trabalho realizado por empresários juniores é tão boa quanto a de qualquer outra companhia! Isso se deve ao fato de que esses membros sempre se mantém atualizados ao estudar os assuntos, que utilizam nas tarefas de seu dia-a-dia, na faculdade. Além disso, recebem constantes capacitações e possuem apoio e auxílio de seus professores de graduação. Isso é, facilmente, perceptível ao analisar os dados da Confederação Brasileira de Empresas Juniores, o qual aponta que o NPS (métrica de satisfação dos clientes) médio atual das EJs é de 88. Não há dúvidas de que seja altíssimo, o que demonstra que os consumidores estão muito satisfeitos com os serviços prestados.

3. Inovação e criatividade

Essas organizações em questão estão em constante contato com as mais recentes pesquisas de suas universidades e são compostas por jovens cheios de criatividade e vontade de mudar. Dessa forma, o serviço de uma Empresa Júnior sempre contará com inovações que surpreendem, positivamente, seus clientes, excedendo expectativas. Vale ressaltar que muitas dessas empresas estão colaborando ativamente com a sociedade durante a atual crise causada pelo Coronavírus, impactando-a de diversas formas com novas ideias para driblar as mazelas geradas pela pandemia. Inclusive, em nosso blog mesmo, é possível encontrar dicas de relacionamento com clientes durante a pandemia e sugestões de como adaptar o seu negócio para E-commerce..

4. As EJs são destinadas a todos os tipos de pessoas e negócios

Se você ainda não sabe se o serviço de uma Empresa Júnior é adequado para seus desejos, saiba que não há com o que se preocupar! Esse tipo de empresa trabalha tanto para pessoas físicas, quanto jurídicas. Quanto a essas últimas, não importa o tamanho: seja uma empresa pequena, média ou grande, a EJ pode ser um bom investimento! Além do mais, grandes negócios, como o Bradesco e a AmBev por exemplo, costumam contratar esse tipo de empresa.

5. Atendimento personalizado

Já que a principal função de uma Empresa Júnior é impactar a sociedade, cada membro se esforça, ao máximo, para entregar o melhor projeto possível, que seja personalizado de acordo com as demandas de cada cliente. Sendo assim, o cliente acompanha todo o processo de montagem de seu projeto e conta com uma equipe extremamente ágil e atenta com as suas opiniões.

A Argos Consultoria Internacional

Portanto, após todos os fatos expostos ao longo deste artigo, é impossível não estar convencido de que contratar uma EJ é uma ótima ideia! 

Vale lembrar que, dentre todas essas Empresas Juniores brasileiras citadas, encontra-se a nossa: a Argos Consultoria Internacional, formada por graduandos de Relações Internacionais da UFF (Universidade Federal Fluminense). Nesse contexto, oferecemos serviços de consultoria personalizados em diversas áreas, sobretudo comércio exterior e política internacional. 

A Argos, atualmente, possui 100% de satisfação pelos seus clientes, segundo o NPS, e está atingindo, cada vez mais, metas do Movimento Empresa Júnior, sendo inclusive, caracterizada como uma EJ de Alto Crescimento. Aquela que, segundo o Portal da Brasil Júnior, atinge suas metas anuais de projetos fechados e porcentagem de membros que os executam, representando um crescimento proporcional em relação ao do ano anterior.

Se interessou pela nossa Empresa Júnior? Que tal dar uma olhada em nossos serviços. Dentre eles, estão incluídas: as consultorias para a retirada de vistos e de sua dupla nacionalidade, a consultoria para internacionalização e as pesquisas de compradores e de fornecedores. Além desses, há também, a análise de cenário e a prospecção de mercado, os quais podem ser extremamente interessantes durante o atual cenário. Porém, lembre-se: caso deseje realizar sua consultoria, entre em contato com a gente, iremos recebê-lo de braços abertos!

Marina Breder

Consultora de Projetos

Siga-nos nas redes sociais!

Tags: , , , ,

Um comentário

  1. Gabriela disse:

    Bem explicativo e importante!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *