A Exportação de Mel e o Cenário Internacional do produto

A produção nacional de mel é uma importante atividade agropecuária que gera renda complementar para os pequenos e médios proprietários rurais e oferece diversas vantagens de sustentabilidade. No entanto, o baixo consumo nacional, que está atrelado ao baixo nível de renda e à falta de hábito de consumo no país, é um impasse para o crescimento da produção de mel natural brasileira.

Assim, nota-se que a média de consumo de mel brasileira é considerada baixa quando comparada com a média mundial, tornando a exportação de mel uma atividade mais vantajosa, visto que o mercado internacional está em constante expansão da cultura apícola. Sob esse viés, os EUA é o maior importador atual do mel brasileiro e vem se solidificando como principal parceira comercial do mel brasileiro há alguns anos.

A EXPORTAÇÃO E PRODUÇÃO BRASILEIRA DE MEL

A região Sul do país responde pelo maior volume de mel nacional produzido, contudo, o setor apícola nordestino voltou a crescer e se aproximou do patamar de produção obtido em 2011, ano anterior à seca.

Os apiários brasileiros possuem baixa produtividade quando se comparados com a média mundial. Segundo a Abemel, estima-se que o Brasil explora apenas 15% do potencial da flora apícola e que cerca de 350 mil apicultores participam desse setor, dos quais 90% praticam a agricultura familiar, com renda média anual de R$ 6 mil.

É importante ressaltar que o setor apícola obteve avanço considerável nos últimos anos, entretanto a participação do Brasil na produção mundial ainda é baixa.

CENÁRIO INTERNACIONAL APÍCOLA

Atualmente, os EUA é o maior responsável pela exportação de mel brasileira, tendo 72% do volume exportado (COMEX, 2022).

Concentrar toda a exportação em apenas um país pode ser uma preocupação, dado que caso haja algum impasse por parte do país importador, basicamente toda a produção ficará no Brasil e culminará em danos ao apicultor que não terá o que fazer com o produto.

De acordo com a FAO (Food and Agriculture Organization), a China é o maior exportador e produtor mundial de mel, tendo sido responsável por 24% de todo o mel produzido mundialmente em 2019, porém teve sua produção prejudicada em decorrência da pandemia.

Atualmente, 139 países compõem um bloco que produz mais de 60% do volume mundial de mel natural, sendo a China o maior produtor e exportador atual, com até 50 kg ano-1 por colmeia.

LEGISLAÇÃO PARA A EXPORTAR

Por fim, existe uma importante legislação a ser seguida para exportar mel seguindo as diretrizes corretas. Assim, para possibilitar a exportação do produto e tornar esse processo burocrático mais simples, é importante um diagnóstico administrativo que te ajude a seguir as normas e regras desse procedimento.


QUER EXPORTAR? A ARGOS PODE TE AJUDAR!

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o mercado internacional de mel, é o momento de começar a pensar em exportar seu produto!

A Argos Consultoria Internacional é uma Empresa Júnior com mais de 10 anos de mercado e que já auxiliou diversas empresas a desenvolver e expandir seu negócio. Oferecemos para micro, pequenas e médias empresas o suporte necessário para uma internacionalização segura e lucrativa através de serviços personalizados de consultoria.

Clique aqui para conhecer nossos serviços!

Quem escreveu:

Bianca Gomes

Diretor de Marketing

Siga-nos nas redes sociais!

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 3 =

Enviar
Faça seu diagnóstico gratuito!
Scan the code
Argos Consultoria Internacional
Envie uma mensagem para um de nossos consultores fazer o seu diagnóstico gratuito 😊