A PRODUÇÃO BRASILEIRA E O COMÉRCIO MUNDIAL DE ESPECIARIAS

Especiarias

Apesar da alta popularidade de alimentos industriais e de rápido consumo, vem crescendo cada vez mais a demanda por uma alimentação mais saudável e saborosa.

E no centro dessa questão, estão as especiarias, temperos essenciais para dar sabor e qualidade às refeições. Além de terem seus enormes benefícios à saúde sendo cada vez mais explorados e reconhecidos, inclusive com seu uso crescente na produção de cosméticos e medicamentos.

Assim, venha descobrir mais sobre os detalhes e vantagens da exportação desse produto tão importante para o mercado mundial. Que foi responsável pelo surgimento de impérios e que movimenta milhões de dólares na economia global e tem como o Brasil um dos seus principais representantes no mercado internacional.

A PRODUÇÃO NACIONAL

Com forte presença dos pequenos produtores, principalmente para atender ao mercado interno, o setor tem apresentado amplas oportunidades de crescimento. Segundo dados da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que somam chá, mate e especiarias, em Abril de 2022, estes produtos apresentaram uma elevação de 35,1% na comparação com o valor exportado em abril de 2021.


Entre as diversas especiarias exportadas, as pimentas seguem sendo as principais motoras desse comércio, especialmente a Pimenta-do-Reino. Que figura como a verdadeira realeza do setor, com mais de 300 milhões de dólares arrecadados somente em 2021 pelo Brasil com a venda dessa especiaria. O que coloca o país como segundo maior exportador mundial de Pimenta-do-Reino.

Entre os principais estados produtores estão Pará, Bahia e Espírito Santo, sendo este último responsável por 57% da produção das especiarias exportadas pelo país em 2020, de um total de 128 mil toneladas exportadas.

O MERCADO INTERNACIONAL

Como verificado pelo aumento das exportações brasileiras, o mercado mundial de especiarias e temperos está em ampla expansão atualmente. Segundo uma pesquisa realizada pela Mordor Intelligence, o setor apresenta uma taxa de retorno de investimento de 4,7%, destacando ainda que os produtos como gengibre, pimentão/pimento seco, pimenta não triturada, curcuma, canela e cravo têm maior potencial de crescimento no mercado.


O estudo também revelou que o mercado da região da Ásia-Pacífco é o que apresenta maiores taxas de crescimento, com os mercados chinês e indiano, respectivamente, liderando o ranking, tanto em relação ao consumo desses produtos, mas também como os principais exportadores da região, ao lado de países como Indonésia, Bangladesh e Turquia.


Já em relação aos compradores destes produtos, os principais mercados são os da Europa e EUA, principalmente para indústrias de alimentos, cosméticos e medicamentos e distribuidoras que revendem as especiarias para o mercado interno, especialmente para o setor de gastronomia.


No caso específico das exportações brasileiras, é importante destacar que as exportações do setor são bem distribuídas. De acordo com o Comex Stat (Ministério da Economia), no acumulado de Jan-Abril de 2021, até o mesmo período de 2022, 15,8% das exportações do setor de Chá, mate e especiarias foram destinadas à União Europeia. O segundo principal destino foi o Vietnã (13,3%), seguido pelo Uruguai(12,8%), sendo 41,9% destinadas a outros países.


Além desses tradicionais compradores, uma nova região vem abrindo suas portas para as especiarias brasileiras, o mercado dos países Árabes, especialmente na importação de variados tipos de pimenta. Conhecidos por sua comida condimentada e muitas vezes picante, esses países têm se destacado como destino das exportações brasileiras de Pimenta-do-Reino.


No período de 2017-2021 foi registrado um aumento de cerca de 47% em volume e 41% em valor nas exportações de Pimenta-do-Reino para países da Liga Árabe, organização internacional formada por 22 países árabes do Oriente Médio e do Norte da África, que juntos possuem um PIB de cerca de 2 Trilhões de Dólares e uma população de 440 Milhões de habitantes.


Demonstrando que os países dessa região podem ser uma fonte lucrativa para os produtores brasileiros, com as exportações nacionais quebrando recordes de crescimento na região, com uma receita de US $17,743 bilhões em 2022, sendo o Agronegócio responsável por 70% das exportações, com seus produtos sendo vendidos a preços 14,40% mais altos na comparação com 2021 (CNN,2023).

DESAFIOS DO EXPORTADOR BRASILEIRO

Com a crescente presença dos países Árabes e do Leste Asiatico, o mercado internacional de especiarias é altamente diversificado e cada vez mais multicultural e competitivo, com inúmeras escolhas possíveis de países e regiões lucrativas para a exportação desses produtos, além de diversos players de peso internacionalizando seus negócios.

Junto com essa diversificação de oportunidades, entretanto, surgem também enormes desafios para acessar esses mercados consumidores, com práticas culturais, hábitos alimentares e tendências de consumo diferentes para cada país e região. Sendo necessário um estudo comercial e de mercado minuciosos para entender as oportunidades e desafios que cada país pode oferecer, bem como as melhores formas de explorá-los e garantir a melhor lucratividade de seus produtos.

Além das diferenças culturais e de costumes, também são marcantes as diferenças legais e de protocolos de exportação entre cada país. Especialmente quando se trata de gêneros alimentícios em que diversas exigências rigorosas devem ser cumpridas em todas as etapas do processo produtivo, e que variam completamente dependendo do país importador.

Dessa forma, é de suma importância um diagnóstico administrativo dos países importadores, para entender todos os aspectos legais de determinado país, que podem variar desde exigências fitossanitárias específicas, taxas aduaneiras, cumprimentos de regras de acordos comerciais com terceiros, entre outros. O que pode tanto dificultar quanto até mesmo inviabilizar a exportação de um produto.

Fellipe Zani

Consultor de Projetos

Siga-nos nas redes sociais!

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 × 2 =

Enviar
Faça seu diagnóstico gratuito!
Scan the code
Argos Consultoria Internacional
Envie uma mensagem para um de nossos consultores fazer o seu diagnóstico gratuito 😊