Liga Árabe: por que não ignorar?

Quando se pensa em maiores parceiros comerciais do Brasil, logo se pensa na China e nos Estados Unidos. Algo bastante compreensível visto que, além de serem as duas maiores potências econômicas e políticas do globo, realmente são os maiores importadores de produtos brasileiros, concentrando 32.7% das exportações tupiniquins.

Entretanto, há uma organização de países que deve ter a sua atenção, a Liga Árabe. Essa organização de países árabes tem cerca de 427 milhões de habitantes, se fosse um país, seria o terceiro mais populoso do mundo. Se juntarmos todas as exportações dos países da Liga Árabe juntas, teríamos o terceiro maior mercado consumidor de produtos brasileiros exportados, concentrando aproximadamente 5,5% das exportações. Mas, afinal, o que é a Liga Árabe?

Liga Árabe

É uma organização de países árabes nascida em 1945, na cidade de Cairo. Foi fundada por sete países (Arábia Saudita, Egito, Iêmen, Iraque, Jordânia, Líbano e Síria) com a missão de articular e organizar questões econômicas e políticas de seus membros no sistema internacional. O principal catalisador de sua fundação foi a necessidade da Inglaterra de angariar aliados para sistematizar uma frente local contra avanços do Eixo. Ademais, há outros aspectos que contribuíram para o nascimento da Liga Árabe, como: amadurecimento de movimentos pan-árabes e o crescimento das relações econômicas entre os países árabes.

Explicada a origem da Liga Árabe, por que exportamos tanto para esses países e por que podemos considerá-la como uma oportunidade para a agropecuária brasileira? Países como Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos se caracterizam por terem elevada renda per capita. Além disso, em ambos existe uma forte demanda por importação de alimentos. Essa demanda é influenciada pela perspectiva de crescimento demográfico, além do perfil de consumo desenvolvido.

liga arabe 2

O Mercado de Carne

É importante analisar os principais produtos que ligam o Brasil ao mundo árabe. Por isso, iniciamos com o carro-chefe dessas relações comerciais que, definitivamente, é o mercado de carne. Em 2020, gerou quase três bilhões de dólares aos cofres brasileiros, colocando a Liga Árabe em nosso segundo maior importador. Entre os principais compradores estão Arábia Saudita, Emirados Emirados Unidos e Egito.

Entretanto, uma parte considerável dessas exportações não são da carne bovina tradicionalmente consumida aqui no Brasil. O país é o principal produtor e exportador de carne halal no mundo e seus produtos têm presença expressiva em países majoritariamente muçulmanos. A palavra “halal” em árabe significa “legal, permitido”. De acordo com o Alcorão, o livro sagrado da religião islâmica, a produção de alimentos devem seguir algumas normas e preceitos para que sejam permitidos o consumo. Para se conseguir a certificação halal, devem ser seguidos alguns procedimentos como: a inspeção por um funcionário árabe, o posicionamento do animal de acordo com a posição da Meca (berço da religião islâmica) – em sinal de agradecimento a Deus -, não pode haver contaminação com outras carnes que não seguiram o método, o animal não pode estar atordoado, etc..

O Mercado de Açúcar

Outro produto brasileiro que é muito consumido pelos mercados árabes é o açúcar que, em 2020, movimentou cerca de 2,5 bilhões de dólares entre a Liga Árabe e o Brasil. Esse volume de compras transforma essa organização na maior compradora de açúcar brasileiro no mundo. É importante ressaltar que não é apenas a carne que necessita de certificado halal para sua venda. Todos os tipos de açúcar estão suscetíveis a receber a certificação halal. Para receber o certificado, a auditoria investiga a recepção da matéria-prima, a qualidade e a higiene dos equipamentos, entre outros fatores importantes.

Por mais que já seja um dos produtos mais exportados, o açúcar brasileiro deve ter sua demanda aumentada nos próximos meses. Três novas refinarias de açúcar estão sendo construídas no Oriente Médio, enquanto duas refinarias na Arábia Saudita estão em fase final da construção, a terceira, a qual está sendo erguida em Omã, deve ser concluída em 2023. O alto investimento feito em novas refinarias pode ter o Brasil como um dos principais beneficiados, pois haverá, aproximadamente, um aumento de até três milhões de toneladas na demanda.

O que esperar do futuro dessa relação?

Para o futuro pós-pandêmico dessa relação, há a esperança de um crescimento do comércio e dos negócios. Pelo menos é a visão compartilhada entre autoridades e empresários os quais participaram do Fórum Econômico Brasil e Países Árabes do ano de 2020. O atual governo vê com grande importância o aumento da relação com os países árabes e defende que há muitos interesses em comum e a intenção de multiplicar o número de negócios.

Esse mercado ainda é visto com um enorme potencial a ser explorado em inúmeros setores, com a abertura de novos canais de diálogo e cooperação. Ainda neste fórum, o então presidente da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (Rubens Hannun) disse que, por mais que nos últimos vinte anos os negócios entre as partes tenham crescido exponencialmente, também segue a crença do governo atual de um avolumamento das relações comerciais. O aumento dessa relação com o mundo árabe pode gerar um impacto de até 70% com os países da Liga Árabe. Algo que deve ser visto com muita atenção e carinho pelo empreendedor brasileiro visto que é um mercado ainda desconhecido e tem sua importância desproporcional ao quanto gera ao Brasil.

Como a Argos pode te ajudar nisso?

A Argos Consultoria Internacional é uma empresa júnior que busca auxiliar empresas com dificuldades de se inserir no mercado, ou de se expandir. Por isso, um dos nossos serviços é a Pesquisa de Compradores, no qual podemos ajudar a sua empresa a se destacar ainda mais no mercado!

Ficou interessado e deseja saber mais sobre? Fale com a gente clicando aqui, fazemos um diagnóstico personalizado e gratuito!

Quem escreveu:

João Pedro Taveira

Consultor do administrativo-financeiro

Siga-nos nas redes sociais!

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

20 + 5 =

Enviar mensagem
Faça seu diagnóstico grátis via Whatsapp
Argos Consultoria Internacional
Olá!
Faça seu diagnóstico gratuito via Whatsapp com um de nossos consultores clicando no botão abaixo.