Exportação de milho e outros grãos

Segundo Elisio Contini, pesquisador da Embrapa,de 2000 a 2020, o Brasil cresceu sua produção de grãos em 210%, enquanto que mundialmente o crescimento foi de 60%. Seguindo essa tendência, o Brasil deve se tornar, nos próximos anos, o segundo maior produtor de grãos do mundo, conforme pontua o presidente da ApexBrasil, Jorge Vianna.

E o aumento da produção deverá ser acompanhado por um aumento nas exportações: de acordo com o veículo público de notícias Agência Brasil, futuramente seremos os maiores exportadores de grãos do mundo, ultrapassando os Estados Unidos.

Exportação de milho

Recentemente, o Brasil alcançou uma marca histórica: superou os Estados Unidos e se tornou o maior exportador de milho do mundo, conforme aponta o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos(USDA). A última vez que isso aconteceu foi em 2013.

Para se ter uma ideia, nesta safra que se encerrou, a de 2022/2023, o Brasil exportou 56 milhões de toneladas de milho(equivalente a 32% das exportações mundiais), e os Estados Unidos, 41,277 milhões. Sem dúvidas, uma distância considerável.

Há algumas razões para isso ter acontecido. Primeiramente, os americanos passaram por uma intempérie climática que desfavoreceu o plantio e resultou no aumento de custos. Além disso, a China, um dos maiores compradores do produto, tem procurado mercados com preços mais competitivos e vantajosos(o Brasil, nesse contexto, ganhou especial atenção). O aumento da produtividade devido ao maior investimento em tecnologia e a crescente qualidade do milho brasileiro também foram fatores importantes.

Exportação de outros grãos

Se o Brasil tem se tornado cada vez mais proeminente na exportação de milho, isso também é verdade com outras culturas.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria do Arroz, no primeiro semestre de 2023, exportamos 823 mil toneladas de arroz(base casca), o que representou um significativo aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado.

E em relação ao farelo de soja, as previsões apontam que o Brasil ultrapassará a Argentina e se converterá em líder na exportação do produto, situação que aconteceu pela última vez há 20 anos, na safra 1997/1998. Isso deve acontecer porque houve uma redução na produção argentina, que teve suas lavouras prejudicadas por uma grande seca.

Os diferenciais do agronegócio brasileiro

Para além das circunstâncias internacionais específicas, todo esse crescimento e aumento nas exportações de milho, farelo de soja, arroz e outros grãos se deve, em grande medida, aos diferenciais do agronegócio brasileiro. Aqui, em comparação com outros países, o clima é favorável e as chuvas, abundantes, permitindo a colheita de duas safras por ano em muitas regiões. Além disso, nossos relevos são favoráveis, e o solo é variado e fértil.

Quer começar a exportar? a Argos te ajuda!

Aproveitar todo esse potencial das exportações brasileiras de grãos é, sem dúvidas, uma escolha inteligente para quem quer expandir seu negócio e auferir mais lucros.Porém, exportar não é fácil: são muitas as barreiras, sejam elas burocráticas, culturais ou até mesmo políticas.

Por isso, nós existimos! A Argos Consultoria Internacional é uma empresa júnior com mais de 10 anos de experiência no mercado que já auxiliou várias empresas a se expandirem. Buscamos dar suporte a micro, pequenas e médias empresas por meio de nossos serviços de análise comercial, estudo de mercado e diagnóstico administrativo.

Clique aqui para conhecer nossos serviços com mais detalhes e no WhatsApp disponível no canto direito da tela para realizar o seu diagnóstico EXCLUSIVO E GRATUITO.

Quem escreveu:

Mozart de Albiaes

Consultor de Projetos

Siga-nos nas redes sociais!

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × 3 =

Enviar
Faça seu diagnóstico gratuito!
Scan the code
Argos Consultoria Internacional
Envie uma mensagem para um de nossos consultores fazer o seu diagnóstico gratuito 😊