Itália: seu próximo destino pós-pandemia

braden-collum-75XHJzEIeUc-unsplash

Após pouco mais de um ano do começo da pandemia e de ter que ficar em casa, quem não está com saudades de viajar? Quem não está com vontade de conhecer lugares, pessoas, culturas, línguas e culinárias diferentes? Certamente, é difícil encontrar alguém que responda “não” a essas perguntas. 

Contudo, enquanto essa situação não passa, que tal começar a pesquisar sobre possíveis destinos pós-pandemia? Pensando nisso, a Argos trouxe uma ideia de um país incrível, a Itália, que você não pode deixar de considerar antes de planejar sua próxima viagem, seja ela à turismo,  intercâmbio ou até mesmo para imigração.

Então, não perca tempo e venha conosco conhecer melhor esse destino! 

Características gerais

Antes de entender as possibilidades de viagem à Itália, é interessante entender alguns aspectos geográficos, econômicos e políticos do país. 

Geografia 

A Itália está localizada no centro-sul da Europa, é banhada pelo Mar Mediterrâneo e sua capital é a famosa cidade de Roma. Além do mais, o país possui um território de 301.268 km², com um pouco mais de 60 milhões de habitantes e que faz fronteira com a França, a Suíça, a Áustria e a Eslovênia. 

Economia

Economicamente, o Estado italiano é um dos mais importantes do continente europeu, sendo a quarta maior economia europeia e a oitava maior do mundo. Dentre suas principais atividades econômicas, destacam-se o turismo e a indústria. Vale ressaltar, ainda, o fato da Itália fazer parte da União Europeia e, por isso, adotar o Euro como moeda oficial.  

Política

O sistema político da Itália  classifica-se como república parlamentarista democrática e pluripartidária. A nação possui um chefe de governo (nomeado pelo presidente) e um chefe de Estado (presidente). Além disso, o Parlamento é composto pela Câmara dos Deputados e pelo Senado da República. 

A Itália como destino turístico

Como dito anteriormente, uma das mais importantes atividades econômicas italianas é o turismo. Não à toa, o país é considerado um dos principais destinos turísticos do mundo, devido a sua fascinante história, cultura, culinária e beleza natural. Por isso, se você está em dúvida de qual será seu próximo destino, a Itália é uma opção que, com certeza, superará suas expectativas. Dentre as inúmeras cidades turísticas do país, pode-se citar Roma, Florença, Pisa, Veneza e Nápoles.

Roma

Obviamente, não poderíamos deixar de listar Roma, a capital italiana. Nela, encontra-se o mais famoso ponto turístico do país: o Coliseu, que, inclusive, é uma das Sete Maravilhas do mundo. A cidade conta, também, com outros monumentos históricos imperdíveis, como a famosa Fonte de Trevi. Além do mais, a cidade-estado do Vaticano localiza-se dentro de Roma, portanto, se for lá, não deixe de visitar a sede da Igreja Católica Romana. 

Florença 

Para os amantes da História e da Arte, Florença é um destino imperdível. A cidade localiza-se na região da Toscana e está entre os locais mais visitados da Itália. Um dos principais motivos dessa sua fama se deve ao fato da mesma possuir um enorme patrimônio cultural e histórico, sobretudo do Renascimento, contando com diversos museus e palácios renascentistas. 

Pisa

Pisa, a cidade da popular torre inclinada, também localiza-se na região da Toscana e é outro lugar italiano que não pode ser esquecido quando se fala em turismo. Ao visitá-la, não deixe de conhecer a Piazza dei Miracoli, além da Torre de Pisa

Veneza

A famosa cidade de Veneza é ideal para os casais, uma vez que está na lista das cidades mais românticas do mundo. O passeio de gôndola por seus lindos canais e a Ponte dos Suspiros, por exemplo, explicam o porquê dessa classificação. 

Nápoles

Nápoles é uma cidade muito rica historicamente, que conta com o maior centro histórico não só da Itália, como da Europa. Nela, você irá encontrar muitos monumentos, igrejas e, até mesmo, museus arqueológicos. Além da riqueza histórica napolitana, a cidade também é famosa pela sua gastronomia, sendo considerada o “berço” da criação da pizza. Vale ressaltar que Nápoles fica a apenas 40 minutos de Pompeia, um outro interessante destino arqueológico.  

cristina-gottardi-I1Lv2yX67GI-unsplash

Intercâmbio

Se você pensa em fazer intercâmbio, a Itália pode ser seu destino ideal. Além de você morar, por um tempo, em um país com tantas atrações turísticas, você também vai ter a oportunidade de estudar em ótimas organizações educacionais, aperfeiçoar ou aprender o italiano e estar imerso nessa cultura tão rica. 

O intercâmbio na Itália é especialmente válido para quem possui interesse em moda, arte, design, cultura, história, arquitetura e gastronomia, áreas em que o país se destaca. Vale lembrar que, dentre as possíveis instituições de estudo, pode-se citar cursos de italiano, cursos profissionalizantes, graduações e pós-graduações. 

Além do mais, é válido destacar que foi na Itália que surgiu a primeira universidade do mundo, a  Universidade de Bolonha (1088). Inclusive, essa universidade está entre as melhores opções para o seu intercâmbio italiano, visto que possui 215 programas de graduação. Juntamente a essa instituição, outras duas universidades também podem ser ótimas opções: a Scuola Universitaria Superiore Pisa e a Politecnico di Milano

Qualidade de vida

Entender melhor a qualidade de vida dos italianos, ou seja, o modo como eles vivem, também é um importante fator a se analisar, sobretudo se você pensa em se mudar para a Itália.  

Primeiramente, cabe apontar que o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) italiano é um dos maiores do mundo e, em 2014, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a Itália possuía uma taxa muito alta de desenvolvimento (0,873). Ademais, a expectativa de vida no país também é altíssima: em 2018, a média de vida era de 83 anos. 

Essa boa qualidade de vida se deve a fatores ligados à saúde, à educação, às políticas públicas, à segurança e, até mesmo, à alimentação do país em questão. A segurança, por exemplo, é de altíssima qualidade, visto que a Itália é considerada uma das nações europeias mais seguras, devido a sua baixa criminalidade e ao alto investimento nessa área.

Dessa maneira, por possuir uma qualidade de vida mais alta que muitos outros países,  a Itália acaba atraindo muitos imigrantes. Inclusive, dentre os cinco milhões de estrangeiros legais que residem no território italiano, 43 mil são brasileiros, segundo o Instituto Nacional de Estatística (Istat), os quais se espalham, majoritariamente, por Milão, Roma, Turim, Verona e Florença. 

Planejando o roteiro

Após ter ficado por dentro de tantas informações interessantes sobre a Itália, é impossível não querer visitar esse país tão fascinante. 

No entanto, se você é brasileiro e pretende ficar em território italiano por mais de 90 dias, seja por turismo, intercâmbio ou moradia, você necessitará de um visto. Vale lembrar, porém, que, nesses casos, se você tiver direito a dupla nacionalidade italiana, pode ser mais vantajoso retirá-la ao invés do visto, uma vez que, ao ser reconhecido como um cidadão italiano, todos os trâmites relacionados à viagem e imigração na Itália são facilitados. Inclusive, se quiser entender um pouco mais sobre o assunto, não deixe de conferir nosso artigo sobre mitos e verdades sobre a dupla nacionalidade

Então, se você realmente se interessou em viajar para a Itália, seja qual for o motivo, que tal aproveitar esse momento, em que estamos todos em casa, para começar a planejar sua viagem e organizar os documentos necessários para tal? A Argos Consultoria Internacional pode te ajudar a adquirir o tipo de visto necessário para o seu caso e, inclusive, sua dupla cidadania (se tiver direito). Portanto, não deixe de entrar em contato conosco para saber mais! 

Quem escreveu

Marina Breder

Consultora de Marketing

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

sete − 3 =

Enviar mensagem
Faça seu diagnóstico grátis via Whatsapp
Argos Consultoria Internacional
Olá!
Faça seu diagnóstico gratuito via Whatsapp com um de nossos consultores clicando no botão abaixo.