As mudanças no comércio da moda

comercio da moda

Como muitos sabem, o comércio de moda foi um dos que mais foram afetados durante a crise na pandemia. Isso ocorre pelo fato de ser uma atividade considerada não-essencial, então o varejo teve de ser fechado. Além disso, aumentou o desemprego e a renda familiar diminuiu, impactando ainda mais o consumo do setor.

Com isso, as empresas e donos de marcas tiveram de se reinventar. Nesse artigo, separamos algumas mudanças, sugestões do que fazer para melhorar sua marca, e o que está previsto para o futuro. Venha conferir!

O que mudou com a pandemia?

A pandemia causada pelo coronavírus levou ao fechamento do comércio em vários países pelo mundo, para que haja uma medida de contenção da disseminação do vírus. Com isso, o varejo como um todo tem passado por uma situação bastante específica e preocupante, com alguns setores sofrendo mais, como é o caso da moda. De acordo com a SEBRAE, já na primeira semana de fechamento, a queda de faturamento no setor foi de 74%.

Com a diminuição abrupta da receita, as empresas tiveram de pensar em um plano diferente. Nos momentos de crise, é necessário muita resiliência e estratégia, juntando várias equipes para se reinventarem e construírem algo criativo juntos. Algumas ações estão sendo feitas desde o ano passado, como vendas online, criação de novos produtos e/ou serviços e mais atenção à segurança para o cliente; para que haja a diminuição dos impactos financeiros da crise.

O que fazer agora?

É nítido que, no ano de 2020, o comércio de moda on-line aumentou 2x mais, chegando a uma taxa de crescimento de 95,27%. Isso ocorre pois, com a diminuição de clientes no varejo, houve uma reestruturação. Vendas pela internet são sempre uma boa opção, por isso é importante possuir um e-commerce estruturado. A previsão é que, nos próximos anos, o setor de moda precisará investir em tecnologias que deixem o e-commerce mais eficiente.

Propósito da marca

As marcas precisam prestar bastante atenção com seu propósito. Hoje em dia, os consumidores não se preocupam apenas com o valor, mas também com aspectos sociais e ambientais. Por isso, marcas veganas e recicláveis estão sendo cada vez mais procuradas, as famosas Legislative Brands. Mesmo que o preço aumente, manter seu propósito e enfatizar ações que realmente mostrem esse impacto é muito importante.

Datas comemorativas

Ficar atento às datas comemorativas também é sempre uma boa opção! Aumentar o estoque em eventos como Natal, dia dos namorados, Black Friday, dia dos pais e das mães, assim como tantas outras, é essencial para que haja um bom planejamento e aumento de vendas.

Ensinamento ao cliente

Como o e-commerce e o uso dos sites foi algo que aumentou muito na pandemia, muitas pessoas que não usavam antes começaram a usar. Porém, muitos sites não são dinâmicos e podem existir alguns clientes confusos ao utilizá-lo, desmotivando a compra. Por isso, é muito importante ficar atento à didática do site, principalmente se sua persona for pessoas mais velhas. Seria muito interessante colocar um espaço para tirar dúvidas, tornando essa experiência ainda de mais fácil acesso.

Segurança para o cliente

Com o uso on-line, muitas pessoas estão preocupadas com a entrega, segurança e qualidade das roupas, pois, muitas vezes, é a primeira vez que o cliente compra na loja e não possui a oportunidade de experimentar. Por isso, é muito importante, ao entregar, enviar mensagens de rastreamento do correio, e garantir para o cliente que as roupas estão higienizadas com spray antisséptico. Isso acaba sendo um diferencial por mostrar o cuidado com a saúde do consumidor. Além disso, não deixe de colocar comentários e depoimentos de outros clientes, porque isso acaba dando um argumento de autoridade na hora da venda.

O futuro da moda

Sustentabilidade

Com certeza, como dito acima, a sustentabilidade é o caminho para o futuro. Como muitos sabem, a indústria da moda é uma das mais poluentes do mundo, e a população nota o impacto ambiental que ela gera, sendo responsável por 10% do carbono no mundo. Algumas empresas já estão evitando o uso intensificado de poliéster e outras matérias-primas não biodegradáveis, muito por causa da quantidade de produtos químicos nocivos e resíduos de plásticos

Além disso, há o comprometimento também de marcas de moda maiores, de adotar tecidos 100% sustentáveis para o futuro. Com isso, apesar de obter um formato ecologicamente correto não ser um processo fácil e ser custoso, é algo para se pensar a longo prazo.  Uma das estratégias mais utilizadas pelas empresas é o marketing verde, por exemplo.

Sazonalidade

Com a constância nas roupas durante os meses de pandemia, a sazonalidade acabou ficando um pouco para trás. Isso reflete muito o interesse e o conforto dos consumidores, independente da estação do ano. Essa mudança depende menos do que é imposto de fora, por exemplo, como eventos de semana de moda; e foi gerado por causa do aumento de informações para os clientes. Com isso, algumas marcas já entenderam a diminuição da sazonalidade e focam em itens mais atemporais, deixando de lado o conceito de estar “dentro” ou “fora” da moda. 

Tecnologia

Com essas grandes mudanças, é impossível não falar sobre a busca pela tecnologia de ponta. Há a procura por profissionais que saibam lidar com tecnologia e sejam capazes de criar ideias modernas e que atuem de acordo com as necessidades do mercado. É preciso estar atento à mudança do público de consumo. Com a dinamização da internet, é cada vez mais distante a busca pela roupa e a experiência de experimentar uma infinidade delas. Por isso, os profissionais da moda precisam urgentemente embarcar nesse pensamento futurístico se quiserem se manter no mercado no futuro.

Menos é mais

Como dito mais acima, as marcas de moda estão apostando em coleções básicas, analisando o que o consumidor deseja: Conforto. Apesar de, no início da pandemia, muitas pessoas agarrarem seus pijamas e começarem a usá-lo o dia inteiro, logo veio o trabalho home office e para os estudantes, as aulas. E, com isso, adotaram o estilo de roupa confortável. Para algumas empresas, foi sim um desafio pois tiveram que se adaptar para agradar o público que não estava mais saindo de casa.

african-kids-playing-video-games-children-in-light-clothes-controller-in-hands-of-children (1)

Então, o conceito é: Roupas um pouco mais formais, mas que tenham a mesma sensação que o pijama traz, como com cores mais claras e tecidos maleáveis, que “acolham” as pessoas. Essa mudança no estilo do consumidor é nítida quando se percebe que a marca de chinelos Havaianas, por exemplo, registrou cerca de 550% de crescimento em seu e-commerce. 

Por fim, é fundamental que haja uma gestão cuidadosa do seu negócio para que consiga aumentar suas vendas e mantê-las estabilizadas. Uma boa gestão de projetos, e principalmente, bons fornecedores, independente do setor, é essencial para o sucesso.

A Argos Consultoria Internacional é uma empresa júnior que busca auxiliar empresas com dificuldade de se inserir no mercado, ou de se expandir. Por isso, um dos nossos serviços é a pesquisa de fornecedores, na qual já fizemos para o setor da moda, aumentando ainda mais a chance da sua empresa de se destacar no mercado!

Ficou interessado e deseja saber mais sobre? Fale com a gente clicando aqui, fazemos um diagnóstico personalizado e gratuito!





Quem escreveu:

Fernanda Guedes

Consultora de Marketing

Siga-nos nas redes sociais!

Tags: , , , , ,

Um comentário

  1. Lucas Sampaio disse:

    Gostei das informações, muito apuradas e com uma linguagem bem interessante! Passarei a acompanhar mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × quatro =

Enviar mensagem
Faça seu diagnóstico grátis via Whatsapp
Argos Consultoria Internacional
Olá!
Faça seu diagnóstico gratuito via Whatsapp com um de nossos consultores clicando no botão abaixo.