Gestão de fornecedores: uma ferramenta empresarial poderosa

gestão de fornecedores

Você já passou pelo pesadelo de receber produtos errados dos seus fornecedores? Cansou de esperar para ser atendido por eles? Acha que não está conseguindo preços competitivos? Se a sua resposta foi sim para alguma dessas perguntas, a gestão de fornecedores de sua empresa pode não ser eficiente. 

Apesar de ser considerada fundamental para aumentar a chance de sucesso e a produtividade de qualquer negócio, essa etapa ainda é muito negligenciada. Certamente, quem faz diferente se destaca!

Desse modo, a Argos decidiu te ajudar. Continue lendo para saber mais sobre a importância dessa ferramenta empresarial e conseguir dicas valiosas para sair na frente e gozar das vantagens de estruturar corretamente esse tipo de planejamento e controle.

A importância da gestão de fornecedores

Os fornecedores são essenciais para as empresas e, além de encontrá-los, é necessário saber geri-los a fim de maximizar os ganhos. Portanto, a gestão de fornecedores é um passo estratégico na melhora do fluxo e do alinhamento dentro da cadeia de suprimentos como um todo.

Saber as especificações e a qualidade de cada fornecedor garante uma aquisição com melhor custo x benefício. Isso porque com uma grande rede capacitada de fornecedores, você pode barganhar e selecionar quem melhor satisfazer os seus critérios. Assim, é possível atender a demanda de seus clientes sem que aconteçam falhas nos produtos ou descumprimento de prazos e sem sair do orçamento, aumentando ou mantendo o valor agregado e o padrão de excelência.   

Além dessa segurança, é importante se atentar às facilidades oferecidas. Uma boa gestão de fornecedores também proporcionará flexibilidade de pagamento e suporte pós-venda à companhia. Afinal, você não consegue prever quando precisará de parcelamento, adiamento do prazo de pagamento ou realizar a troca de algum produto.

Dessa maneira, a redução do risco financeiro e reputacional atrelada ao aumento da competitividade faz com que sua empresa consiga estabelecer metas mais altas, inclusive usando metodologias como OKR e KPL. Então, o crescimento é cada vez maior, além de ser feito de forma sustentável.

sebastian-herrmann-NbtIDoFKGO8-unsplash

Passos para colocar a gestão de fornecedores em prática:

Depois de descobrir os benefícios da gestão de fornecedores, fica difícil não querer aplicar. Pensando nisso, nós resolvemos te mostrar como em 5 passos simples!

1- Avalie sua empresa e conheça as necessidades

Nesta etapa, é preciso entender as demandas e metas da organização. Para um melhor resultado, todos os setores devem ser levados em consideração, ou seja, é importante que haja uma visão ampla e uma boa estrutura organizacional. Por conseguinte, ficará mais fácil estabelecer critérios ao escolher os fornecedores ideais. Alguns critérios são: qualidade do produto, preço, prazo de entrega e reputação. Considere os mais adequados para sua empresa!

2- Selecione possíveis fornecedores

Com os critérios já estabelecidos, é a hora de encontrar e fazer uma lista de fornecedores que se encaixem neles. Nesse momento, uma pesquisa mais aprofundada de cada um dos candidatos é mandatória. Portanto, se atente às avaliações em diversos sites, procure possíveis reclamações e confira quais as condições para a realização do serviço, como a quantidade mínima/máxima de produtos e as formas de pagamento aceitas. 

Posteriormente, essa seleção pode afunilar ainda mais por meio de uma análise de risco. Em suma, é o momento no qual os fornecedores encontrados serão classificados com base no custo-benefício para seu empreendimento. Dessa maneira, é mais fácil focar em negociar (próximo passo) com os mais vantajosos.

Achou este passo muito difícil, não tem tempo ou não sabe por onde começar? Fica tranquilo que a Argos consegue te ajudar! Clique aqui e saiba mais.

TORNE-SE COMPETITIVO NO MERCADO!

Entenda quais são as novas tendências globais e descubra como adaptar-se para sair na frente do seu concorrente com o nosso E-BOOK gratuito.

Clique aqui para saber mais!

3- Negocie

As etapas anteriores contribuirão para o bom andamento desta. Isso visto que os fornecedores mais promissores foram previamente separados e justamente eles serão o ponto central da fase de negociação. Ademais, a pesquisa completa das maiores carências existentes no que tange ao fornecimento poderá ser um guia na hora de argumentar para atender o máximo das suas reivindicações perante ao futuro contratado.

Logo, de modo geral, a negociação é quando há a oportunidade de buscar as melhores condições concebíveis para a sua companhia, não apenas no que se refere ao valor, mas também aos outros parâmetros anteriormente estipulados. Assim sendo, essa “disputa” de fornecedores resultará na contratação da melhor opção dentro daquela seleção que já estava bastante restrita.

4- Mantenha um bom relacionamento com os fornecedores

A relação negócio-fornecedor deve ser construída como uma verdadeira parceria, ou seja, todas as operações, essencialmente, implicarão em vantagens  para todos os envolvidos. Ser visto como um bom cliente, em outras palavras, alguém que mantem pagamentos em dia e se comunica de maneira clara e frequente, é altamente favorável. Com toda a certeza, os fornecedores vão se lembrar dessa postura, sendo mais flexíveis na hora de acordar preços e prazos e de resolver erros e emergências! 

Outrossim, essa relação transparente, pautada na confiança, carecerá de um planejamento cuidadoso para que a longo prazo chegue ao estágio de comakershipTal termo representa o maior grau de integração entre a empresa e o fornecedor, no qual o fornecedor não só provem os insumos, mas também participa do desenvolvimento do produto, sugerindo melhorias e aumentando a qualidade e a competitividade perante o mercado.

5- Faça uma avaliação contínua

Por fim, recomenda-se a realização de avaliações de desempenho periodicamente com o intuito de assegurar que os fornecedores estejam cumprindo o que foi combinado. Os indicadores aferidos comumente são: índice de não conformidades (extravios e avarias), atendimento e suporte, cumprimento dos prazos, qualidade dos produtos e taxa de reajuste dos preços.

Eventualmente, é natural que problemas aconteçam, mas lidar com eles corretamente é a parte verdadeiramente importante. Nessa ocasião, o sentimento de cooperação cultivado previamente te dará abertura para conversar com o seu parceiro com o objetivo de analisar se ele tem vontade e capacidade para solucionar os percalços. Seja como for, os resultados serão valiosos no momento de planejar cuidadosamente o que fazer em seguida.

Em conclusão, basta completar esses 5 estágios para que as melhorias sejam visíveis. Contudo, depois da conclusão desse processo, não hesite em voltar em alguma etapa ou até mesmo fazer tudo de novo caso os dados mostrem números desfavoráveis. Desse modo, sua empresa atingirá um sucesso duradouro naturalmente!

Curtiu o conteúdo? Quer conhecer os nossos serviços? Clique aqui, tire suas dúvidas e aproveite para fazer um diagnóstico grátis! 

Quem escreveu:

Juliana Alves

Consultora de Marketing

Siga-nos nas redes sociais!

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezenove − oito =

Enviar mensagem
Faça seu diagnóstico grátis via Whatsapp
Argos Consultoria Internacional
Olá!
Faça seu diagnóstico gratuito via Whatsapp com um de nossos consultores clicando no botão abaixo.