O modelo híbrido como impulsionador das empresas

Observa-se, atualmente, que há uma forte tendência de o modelo híbrido integrar parte cada vez maior da rotina de trabalho nas empresas. Essa forma alternativa de trabalho torna possível realizar de forma presencial ou à distância parte das atividades compreendidas nas funções de cada membro da firma. Conforme o ramo de atuação da empresa e a função de cada funcionário, existem variações na proporção da atuação presencial e remota; por exemplo, empresas atuantes no ramo de softwares ou consultorias podem realizar grande parte do trabalho de maneira remota, sem prejuízo na qualidade do serviço. Em contraponto, a atuação direta de profissionais da saúde não pode ser feita de maneira completa através da telemedicina, por outro lado, é uma excelente opção para levar saúde para áreas sem acesso ou para auxiliar em questões pontuais.

O que é o modelo híbrido?

O modelo híbrido de trabalho se constitui da integração formal do trabalho remoto ao formato de trabalho convencional, desse modo as empresas podem manter seu funcionamento integral sem que haja a necessidade de todos os funcionários estarem fisicamente presentes nas sedes ou filiais. Ainda, esse modelo de trabalho permite que a produtividade das companhias não seja prejudicada em momentos de crises como epidemias, paralisações nos meios de transporte públicos, acidentes que fecham vias principais, dentre outros.

O momento de maior expansão desse modelo de trabalho

Conforme citado anteriormente, o modelo híbrido de trabalho teve sua maior expansão no momento de crise global que foi a pandemia do coronavírus. Esse modelo era utilizado anteriormente, sobretudo por micro, pequenos e médios empreendedores, produtores de conteúdo digital e também por grandes empresas – que, em sua maioria, limitavam o trabalho remoto à realização de reuniões e atividades de monitoramento. A limitação imposta pelo distanciamento social obrigou as empresas a avaliarem quais das suas atividades poderiam ser feitas à distância e, daí, ocorreu a grande expansão desse modelo, pois tornou-se evidente que era possível realizar diversas atividades remotamente com pouco ou nenhum prejuízo de qualidade.

Os aspectos positivos do modelo híbrido

A adoção do Home-Office não somente preservou a produtividade das empresas, como também trouxe diversos outros benefícios. A possibilidade de realizar o trabalho à distância não se limita ao trabalho em casa e pode ser realizado de qualquer lugar sem causar grandes transtornos aos funcionários. Devido a isso, poupa-se o tempo, a energia e diminui-se o gasto envolvido no deslocamento até o local de trabalho, agregando o aspecto da praticidade à atuação remota. Para mais, empresas que fornecem auxílio Home-Office e as ferramentas de trabalho para tal, agregam o aspecto da acessibilidade, isto é, em função da distância de um profissional da localização presencial de uma empresa ou de lacunas na mobilidade urbana e rural, inúmeros profissionais talentosos desconsideram a possibilidade de se candidatar a uma vaga em determinada companhia. O modelo remoto cria essa possibilidade e traz efeitos positivos para o profissional em questão e para a empresa, pois, respectivamente, se beneficiam da oportunidade de trabalho e do talento do novo funcionário
Outro aspecto fortemente benéfico do modelo híbrido é a maior facilidade de inserção no mercado nacional e internacional. Para empresários atuantes em mercados locais, esse modelo é uma excelente forma de expandir seu alcance, pois, através de estudos de mercado é possível avaliar outras localidades em que há demanda pelo seu produto. Assim, evita-se investir em expandir sua empresa em locais com probabilidade de baixo retorno para o investimento. Pode-se, inclusive, através do modelo híbrido, contratar profissionais em outras cidades no Brasil e em outros países para gerenciar seu negócio naquela localidade, sem que haja necessidade de fazer esse deslocamento com tanta frequência, poupando o tempo e o dinheiro empregado no transporte.

Impulsionamento das empresas

A adoção do modelo híbrido gera efeitos à nível individual, nos funcionários, e à nível organizacional, na empresa. Desses, a principal consequência para a empresa, é o seu impulsionamento, que ocorre em função de alguns fatores que serão discutidos a seguir. Esse modelo facilita o acesso à profissionais em localizações distantes e a entrada desses novos talentos facilita o compartilhamento de conhecimentos, insights e valores que expandem a perspectiva dos membros, permitindo que novas ideias e soluções surjam desse intercâmbio e possam ser implementadas para aprimorar as atividades na empresa. Para além desse âmbito, a facilidade de contactar profissionais para gerenciar filiais em outras cidades permite que o empreendedor tenha mais segurança ao expandir territorialmente sua empresa. Essa expansão territorial, por suposto, implica na expansão do mercado consumidor, assim, o empresário pode estudar mais detalhadamente o perfil de seus clientes e buscar as mesmas tendências em outros países, implementando, por fim, o projeto de internacionalização da empresa.

Quer aproveitar a facilidade proporcionada pelo modelo híbrido para internacionalizar sua empresa? Conte com a Argos!

O acesso ao mercado internacional está na tela do seu computador, e a Argos pode te guiar nesse processo! A Argos vem trabalhando com excelência, atuando na internacionalização de empresas e fornecendo todo o suporte para que seus clientes acessem o mercado consumidor internacional com segurança e trazendo resultados positivos.

Clique aqui para saber melhor como podemos te ajudar!

Dara Macêdo

Consultora de Administrativo-Financeiro

Siga-nos nas redes sociais!

Os aspectos positivos do modelo híbrido

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

oito − 1 =

Enviar
Faça seu diagnóstico gratuito!
Scan the code
Argos Consultoria Internacional
Envie uma mensagem para um de nossos consultores fazer o seu diagnóstico gratuito 😊