Como elaborar um plano de exportação para micro e pequenas empresas

Sabemos que expandir a sua micro ou pequena empresa para o mercado exterior pode parecer um bicho de sete cabeças a princípio, mas a verdade é que com um plano de exportação bem elaborado o seu negócio pode chegar ao patamar internacional sem muitos empecilhos. Quer saber como? Vem com a gente!

Quais são as vantagens de exportar?

De acordo com um estudo realizado pelo Sebrae, mais de 40% das empresas exportadoras brasileiras são micro e pequenas empresas (MPEs), sendo estas responsáveis por movimentar mais de 1 milhão de dólares por ano. Além disso, 45,5% dessas empresas são do ramo industrial, 41,4% do ramo comercial, 6,9% do ramo de construção civil e 6,9% de outros ramos. Analisando esses dados, é possível levantarmos a seguinte pergunta: o que leva essa grande quantidade de micro e pequenos empreendimentos a se aventurarem no comércio exterior?

Dentre os principais motivos apontados pelos empreendedores ao optarem por exportar está a oportunidade de aumentar as vendas e diversificar mercados, trazendo mais flexibilidade para a empresa e menor dependência do mercado doméstico. Ademais, os vastos incentivos fiscais para a exportação e a possibilidade de lucrar pela diferença cambial também são pontos importantes nesse processo.

O que é um plano de exportação?

plano de exportação

Após analisar e estudar a viabilidade da sua micro ou pequena empresa exportar, elaborar o plano de exportação do seu negócio é uma etapa primordial a ser seguida. Nele, será feito um mapeamento estratégico de todos os passos necessários para efetivar a exportação do seu produto, juntamente com a listagem de quais seriam os possíveis desafios nesse processo e como resolvê-los.

Dessa maneira, o planejamento da exportação é a melhor forma que as empresas têm atualmente para se organizarem dentro do mercado internacional, se informarem sobre todas as cadeias logísticas do processo e fazerem uma análise de risco considerando todos os aspectos ligados ao comércio exterior. Nesse sentido, o plano de exportação auxilia na melhor estruturação da empresa diante do comércio com outros países, torna o negócio mais competitivo no mercado internacional e reduz as chances de haver prejuízos significativos para o empreendedor.

TORNE-SE COMPETITIVO NO MERCADO!

Entenda quais são as novas tendências globais e descubra como adaptar-se para sair na frente do seu concorrente com o nosso E-BOOK gratuito.

Clique aqui para saber mais!


Como fazer um plano de exportação?

Já tendo em vista os produtos e o(s) país(ses) que pretende exportar após realizar um estudo de mercado, o plano de exportação deve seguir os seguintes passos:

1) Diagnóstico Administrativo

A etapa de diagnóstico administrativo visa organizar os processos administrativos necessários para exportar para cada país em específico, levando em consideração especialmente as questões tributárias.

Assim, deve-se fazer um estudo preciso da legislação do país o qual pretende-se exportar a fim de compreender as normas técnicas e regulamentações a serem seguidas para comercializar mercadorias naquele território.

Além disso, vale a pena pesquisar sobre as relações comerciais do Brasil com o país, pois, dependendo do caso, podem haver acordos comerciais para redução de custos no comércio entre as duas nações, como é o caso das exportações do Brasil para outros países do Mercosul.

2) Planejamento logístico

O planejamento logístico é a parte mais importante do plano de exportação, pois é aqui que serão analisadas os meios práticos de se efetivar a comercialização do seu produto com outro país.

Desse modo, nesta etapa será definido o meio de transporte (marítimo, aéreo ou terrestre) com custos e prazos mais interessantes para o seu caso, a forma que será feita a entrega internacional (por meio de empresas terceirizadas ou diretamente pela sua empresa) e, por fim, a embalagem dos produtos, visando proteger as mercadorias durante a viagem para outro território.

3) Marketing e vendas

Ao exportar para um novo país, questões culturais, religiosas, geográficas, idiomáticas e afins impactam diretamente na forma que a empresa vai realizar as suas vendas. Nesse viés, as estratégias de marketing internacional são essenciais para firmar um público de outro país interessado nos produtos oferecidos pelo seu negócio.

Logo, as estratégias para atrair clientes internacionais utilizadas pela sua empresa ao exportar devem levar em consideração as particularidades de cada povo, e isso inclui desde questões culturais até o IDH daquela nação, por exemplo.

Como a Argos pode ajudá-lo nisso?

A Argos Consultoria Internacional é uma empresa júnior com mais de 10 anos de existência que busca auxiliar micro, pequenas ou médias empresas a se inserirem no mercado internacional. Depois de compreender a importância do plano de exportação e de todas as etapas anteriores e posteriores ao processo de internacionalização, a sua empresa pode conhecer mais sobre os nossos serviços de Estudo de Mercado, Diagnóstico Administrativo e Estudo Comercial.

Entre em contato clicando aqui ou no nosso Whatsapp disponível no canto direito da tela para fazer o seu diagnóstico gratuito!

Quem escreveu:

Isabela Goulart

Consultora de Marketing

Siga-nos nas redes sociais!

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

11 + onze =

Enviar mensagem
Faça seu diagnóstico grátis via Whatsapp
Argos Consultoria Internacional
Olá!
Faça seu diagnóstico gratuito via Whatsapp com um de nossos consultores clicando no botão abaixo.