Design Thinking: A abordagem que vai alavancar o seu negócio

Você já ouviu falar sobre a abordagem de Design Thinking?

O mundo corporativo está cada vez mais incerto e complexo, de modo que constantemente novos problemas surgem e não possuem fórmulas certeiras para serem solucionados. Assim, é preciso ser criativo, inovador e ter pensamento crítico, independentemente de qual seja a sua área de atuação, para que as problemáticas sejam solucionadas de acordo com as necessidades reais da sua empresa.

Neste artigo, explicaremos tudo o que você precisa saber acerca do Design Thinking e como essa abordagem pode ser implementada na sua empresa. Vem com a gente!

O que é Design Thinking?

O Design Thinking é uma abordagem focada na resolução de problemas através da inovação e trabalho colaborativo multidisciplinar. A ideia é reunir um grupo de pessoas diversas que, em conjunto, vão organizar ideias diferentes para a resolução de um mesmo problema e analisar como as colocarão em prática. Logo, essa abordagem não oferece um único caminho a ser seguido ou uma equação pronta para se resolver as controvérsias, mas sim requer adaptação para cada tipo de problema, considerando que cada situação é única.

Além disso, um aspecto muito importante dentro do processo de Design Thinking é a habilidade de se colocar no lugar do seu consumidor como indivíduo. É necessário compreender os pontos nos quais as pessoas estão precisando de ajuda ou melhorias e entender como elas se sentem sobre determinados assuntos para, então, pensar nas soluções possíveis para melhor satisfazê-las.

Feita essa introdução, a seguir vamos conhecer as etapas do Design Thinking e como funciona na prática todo esse processo.

As etapas do Design Thinking

1) Empatia:

Como dito anteriormente, a abordagem de Design Thinking tem um foco muito significativo no indivíduo, especialmente naquele que a sua empresa tem o interesse de atingir. Dessa forma, o exercício da empatia é uma peça chave para entender o que poderá ser feito posteriormente para obter melhorias no seu negócio, levando em consideração o que o seu público realmente precisa.

Algumas formas de realizar essa etapa são através de entrevistas, interações diversas com o seu público e observações sobre como ele se sente sobre determinados assuntos e quais são os pontos nos quais ele precisa de ajuda. Para fazer isso, uma ferramenta muito interessante é o Mapa de Empatia, onde, após a interação com a pessoa, você organiza suas anotações sobre ela em perguntas como:

– O que ela vê?
– O que ela ouve?
– O que ela pensa e sente?
– O que ela fala e faz?
– Quais são as suas dores?
– Quais são as suas necessidades?

2) Definição:

Nessa etapa, você e sua equipe vão definir, com base nas análises feitas com o público, quais são os principais problemas que devem ser resolvidos. A partir disso, vocês devem organizar tudo que sabem sobre tais  problemáticas, a fim de compreendê-las e descobrir quais são as origens delas.

3) Ideação:

A etapa de ideação é o momento de pensar em ideias inovadoras para solucionar o problema. O brainstorm é muito utilizado nessa etapa, onde o objetivo é reunir o máximo de ideias possíveis, geradas por pessoas diversas, para então ter uma multiplicidade de perspectivas sobre uma mesma questão. Quanto mais ideias surgirem melhor e a equipe pode e deve abusar da criatividade!

DICA: Vocês podem usar post-its para inserir as ideias em quadros, colocando cada ideia em um papelzinho e depois organizando da maneira que acharem melhor.

4) Protótipo

Após selecionar as ideias mais relevantes, vem a etapa da criação de protótipos, ou seja, a fase em que as ideias são tiradas do papel e trazidas para a realidade física.

O objetivo é identificar possíveis falhas no produto ou serviço elaborado para então aprimorar o resultado final. Dessa forma, serão mapeados todos os problemas que surgirem durante a prototipação, sempre levando em consideração as opiniões do público que você quer atingir, e por fim chegar ao resultado ideal.

4) Testes

Após ser identificada, na fase de prototipagem, a melhor maneira de seguir com o seu produto ou serviço, vem a etapa definitiva de testes. Nela, o desempenho do resultado final será avaliado, mas em uma escala maior. É importante se atentar aos feedbacks dos seus consumidores para saber se de fato o que a empresa está produzindo agrada o seu público.

Apesar de esta ser a última etapa, a abordagem de Design Thinking é contínua e se forem identificados problemas no produto final, estes ainda podem ser aprimorados quando for necessário.

Como aplicar o Design Thinking para a realidade da sua empresa

1) Crie um ambiente confortável que estimule a geração de ideias

Condições limitantes de trabalho geram funcionários pouco criativos e motivados. Dessa maneira, é essencial que você invista em criar um ambiente aberto para as pessoas se expressarem e confiarem umas nas outras. Assim, seus colaboradores irão se sentir à vontade para expor suas ideias e inovarem!

2) Tenha uma equipe multidisciplinar

Possuir um time diversificado é muito importante para o Design Thinking. Com isso, você terá acesso a variados pontos de vista e, consequentemente, a ideias diversificadas e inovadoras.

3) Invista em um bom planejamento estratégico

Como foi abordado neste artigo, o Design Thinking possui uma série de etapas a serem seguidas e, sem o planejamento adequado, os resultados desse processo podem não sair como o esperado.

É importante que a empresa se planeje saiba dos seus objetivos e como atingi-los. Para isso, as metodologias OKR e KPI são uma boa escolha.

4) Seja adaptável

Durante o processo de Design Thinking, especialmente nas duas etapas finais, as coisas podem não sair como o esperado, e por isso a sua empresa deve estar aberta a mudanças a fim de aprimorar o produto ou serviço.

É preciso compreender que imprevistos podem acontecer e algumas ideias quando colocadas em prática não se mostram ideais para o que o seu público procura. Logo, esteja pronto para se adaptar a novos rumos!

Gostou de conhecer sobre a abordagem Design Thinking e pretende implementá-la na sua empresa? Não deixe de conferir também nossos artigos sobre Project Management e Metas SMART!

Conheça também os nossos serviços e entre em contato conosco!

Quem escreveu:

Isabela Goulart

Consultora de Marketing

Siga-nos nas redes sociais!

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 − 11 =

Enviar mensagem
Faça seu diagnóstico grátis via Whatsapp
Argos Consultoria Internacional
Olá!
Faça seu diagnóstico gratuito via Whatsapp com um de nossos consultores clicando no botão abaixo.